1.6.07

e se o meu barco fosse de chuva...


andei por diversas estradas tortuosas, tropecei em montanhas nebulosas, passei por vales e florestas tristonhas... entrei e saí das aguas de oceanos escuros e estive à sete palmos de uma sepultura... agora, depois de tudo, uma forte chuva está para cair ( o que é o de menos pra mim), e justo agora você está aí, precisando do meu guarda-chuva...
por onde esteve?
.; alguem me diz de quem é essa musga?

Um comentário:

Soninha disse...

Em lugar nenhum, na verdade, estamos sempre por conta de nós mesmos. Se cuida pq Amu-te