7.10.07

Diário de um Perdedor

Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.
E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
Indesculpavelmente sujo,
Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
Para fora da possibilidade do soco;
Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.
Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...
Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó príncipes, meus irmãos,Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?
Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.


(POEMA.EM.LINHAS.RETAS...FERNANDO.PESSOA)

5.10.07

Fuseli - "Nightmare"


Você acredita estar dormindo e , vê-se acordado: sonha estar acordado e sente-se deitado na cama, abdomen para o alto, a boca entreaberta, as pernas encolhidas, os braços abertos e a coberta ate o pescoço. Os minutos passam e você, acordado, cansa de estar dormindo naquela posiçao incômoda e resolve virar-se, mas um corpo que dorme nao obedece ha um homem acordado ou... um homem que dorme nao pode se dar ao luxo de mandar no seu corpo. Tenta mover um braço e nao consegue. Quer mudar de posiçao e nao pode, suas pernas parecem pesar varias toneladas e a coluna vertebral indica ter perdido seu ponto de apoio. Em um esforço conjunto tenta mover todo o corpo simultanemanete, mas a unica coisa que voce consegue é constatar que esta aprisionado em seu proprio corpo...




PESADELO - WIKIPÉDIA


O pesadelo é um sonho penoso com sensação de opressão toráxica e dispnéia, terminando por um despertar sobressaltado ou agitado e com ansiedade. É uma perturbação qualitativa do sono (parasónia), na maior parte das vezes de origem psicoafectiva, embora não seja de excluir a sua etiologia comicial. Aliás, a palavra nightmare, que em língua inglesa significa "pesadelo" dizia respeito, há quatrocentos anos, exatamente a um demônio que vinha e sufocava as pessoas enquanto dormiam.


.: e é isso que tem acontecido comigo, em grande parte da noite... alias, das noites.